Redes Social

twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemail

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Homem deve estabelecer recorde ao pescar peixe de 2,67 metros e 120 quilos usando vara e molinete



Um pescador fisgou um peixe-gato de cerca de 120 quilos, que pode ter sido o maior peixe do mundo já fisgado usando apenas uma vara e um molinete. O peixe capturado por Dino Ferrari, na semana passada, no Delta do Pó, na Itália, possuía 2,67 metros de comprimento. Embora Dino esteja muito perto de estabelecer um novo recorde pelo suposto maior peixe capturado em uma linha de anzol, ele está longe de ser o mais pesado. O maior até hoje pesava cerca de140 quilos e media 2,78 metros de comprimento, e também foi a capturado próximo ao Delta do Pó. Dino Ferrari pecou um peixe-gato de aproximadamente 120 quilos e 2,67 metros usando apenas uma vara de pesca. O peixe-gato pode crescer até 4 metros e até pesar até 393 quilos, aproximadamente. Contudo, é raro conseguir pescar um que tenha mais de 2 metros de comprimento.


O peixe tem um apetite feroz e consome qualquer coisa que passa em seu caminho. Eles foram até filmados comendo pombos que chegaram muito perto.

Câmara reajusta benefícios e aprova passagens para mulheres de deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), autorizou nesta quarta-feira (25) aumento em todas as despesas com parlamentares, incluindo verba de gabinete – usada para pagar funcionários –, auxílio-moradia e cota parlamentar, que inclui gastos com passagens aéreas e conta telefônica. Além do reajuste dos benefícios, esposas de deputados passarão a ter o direito de utilizar a cota de passagens aéreas dos deputados, desde que seja exclusivamente entre Brasília e o estado de origem.
Como o reajuste será a partir de abril, neste ano representará impacto de cerca de R$ 110 milhões. No entanto, a partir de 2016, a despesa extra será da ordem de R$ 150 milhões por ano.
Cunha explicou que se trata de um reajuste inflacionário, mas que serão feitos cortes na mesma proporção para que o impacto seja “zero” nos cofres da Casa. “Aceitamos a correção da inflação mediante o corte de gastos. O efeito será nulo, zero de despesa”, afirmou. Segundo o presidente da Casa, os cortes serão feitos em atividades-meio, como contratos de informática e compra de equipamentos. “Faremos no tamanho da correção”, explicou.
"Não vai haver economia de nada nem aumento de nada. Será o mesmo Orçamento com a mesma despesa total", completou. "Estou fazendo apenas a correção inflacionária. Ninguém está dando aumento. Não estou aumentando verba, mas corrigindo pela inflação a verba, que é o salário dos funcionários dos gabinetes."
A verba de gabinete, usada para pagar funcionários, foi reajustada em 18,01% com base no IPCA desde julho de 2012, e passará de R$ 78 mil por mês para R$ 92 mil. Cada parlamentar pode contratar até 25 pessoas. O impacto anual será de R$ 129 milhões.
A cota parlamentar destinada, entre outros gastos, para o custeio de passagens aéreas e transporte, será reajustada em 8,72% (correspondentes à variação do IPCA de dezembro de 2013 a janeiro de 2015), o que representará um impacto adicional de 19,9 milhões por ano. O valor da cota varia conforme o estado de origem do deputado. O maior valor é pago a deputados de Roraima, hoje em R$ 41 mil por mês. O menor valor é dado a deputados do Distrito Federal, cerca de R$ 27 mil. O dinheiro também é usado para despesas com telefone e correio.
Também foi autorizado que a verba seja usada para comprar passagem aérea para cônjuges, atendendo à reivindicação de mulheres de parlamentares. O recurso só poderá ser usado quando o itinerário for entre Brasília e o estado de origem. A Direção-Geral da Câmara informou que o critério para liberar a passagem para o cônjuge será a comprovação do casamento ou de união estável reconhecida em cartório.
“Não é acréscimo da cota. É o valor exato da cota podendo utilizar o cônjuge de cada parlamentar única e exclusivamente no destino estado-Brasília, nada mais do que isso”, afirmou Cunha.
É PRA TIRAR ONDA MESMO!!!!!
Fonte - globo


quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

A Eucaristia Milagrosa mostrou Nosso Senhor Jesus Cristo


No ano de 1254, um sacerdote que vinha distribuir a Comunhão pascal na Igreja de Santo Amato, em Douai, na região de Flandres, Bélgica, encontrou uma Hóstia no chão.
Comovido, prostrou-se para recolhê-la quando ela mesma se elevou e foi pousar sobre o purificatório.
O sacerdote chamou imediatamente os cônegos: eles vieram e viram, maravilhados, não mais a Hóstia, mas o sagrado Corpo de Jesus Cristo, sob a forma de um menino de beleza celeste.
O povo foi também convocado; todos indistintamente foram testemunhas do mesmo prodígio:
“Ao ouvir sobre este Milagre, fui eu mesmo a Douai, (escreve um historiador contemporâneo); fui a Santo Amato, e, aproximando-me do decano, que já me era particularmente conhecido, pedi-lhe para fazer-me ver a Hóstia Milagrosa.
Ele ordenou e abriu-se o cibório; eu vi a Santa Hóstia (…). Eu ouvi todos os seus assistentes dizerem que viam seu Salvador (…). Quanto a mim, não percebia o Sacramento a não ser em sua forma ordinária.
Surpreso e entristecido consultei minha consciência para saber se alguma falta secreta me privava que alegrava aos demais, até que vi, com um sentimento que não sei dizer, a face adorável de meu Senhor Jesus Cristo.
Não mais como um pequeno menino: a cabeça que se apresentava quase de perfil, do lado esquerdo, estava ligeiramente inclinada sobre o peito; ela estava coroada de espinhos, e duas largas gotas de sangue brotaram em suas bochechas.
Eu me prostrei, adorando e orando com lágrimas (…).
Quando me ergui, a coroa sangrenta havia desaparecido, e eu vi somente meu Divino Mestre tal como devia parecer em seus anos de vida pública, Nariz alongado, sobrancelhas arqueadas, e olhos baixos; cabelo caído sobre os ombros; a barba até as orelhas, e o contorno da boca era bem cheio, um pouco enrolada abaixo do queixo; sua fronte era alta e majestosa, o rosto fino, o pescoço longo e ligeiramente inclinado, bem como a cabeça.
Tudo nesta face divina respirava bondade.”
(Thomas de Cantimpré, 1201 – 1272; sacerdote dominicano foi um dos mais importantes escritores de seu tempo).
Uns percebiam o corpo de Nosso Senhor de uma forma, outros de outra: uns o viam estendido sobre a Cruz, outros o viam na majestade do Julgamento; a grande parte, sob a forma de um menino.
O que se pode notar também é que, neste milagre eucarístico, como em muitos outros, as espécies sacramentais desapareceram somente para atestar a presença verdadeira de Jesus Cristo no Santíssimo Sacramento, e não para no-lo mostrar num estado inacessível de sua glória, no estado em que o veremos um dia no Paraíso.
Este milagre de Santo Amato, examinado juridicamente e atestado não somente pelas autoridades eclesiásticas de seu tempo, mas ainda por dois Soberanos Pontífices, Paulo IV e Clemente XIV, deu lugar a uma célebre confraria de Santíssimo Sacramento, ereta nesta Igreja, e que, desde a sua fundação, conta em suas fileiras com uma multidão de pessoas consideráveis por sua posição e por sua piedade.
Fonte - extraída do livro “A Presença real e os Milagres Eucarísticos” de Mons. de Ségur


terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Nova molécula bloqueia infecção por HIV

Cientistas desenvolveram uma molécula capaz de bloquear a infecção do vírus da Aids, uma descoberta que pode abrir caminho para uma nova terapia e uma vacina alternativa de combate ao avanço da doença.
Pesquisadores vêm tentando há três décadas desenvolver uma vacina eficaz contra o vírus da imunodeficiência humana, que causa a AIDS. Eles também têm buscado uma maneira de curar pessoas infectadas. Mas o vírus, em constante evolução, frustrou todas as tentativas anteriores.
Agora, uma equipe do Instituto de Pesquisa Scripps afirma ter identificado um caminho para impedir a infecção pelo HIV nas células. Eles usaram uma técnica que se assemelha à terapia gênica ao invés da abordagem que busca induzir uma resposta do sistema imunológico.
O HIV normalmente invade a célula através de dois receptores. A nova proteína bloqueia os dois locais onde o vírus se conecta, fechando assim as portas de entrada. Por aderir a ambos os receptores em vez de apenas um, a proteína, chamada eCD4-IG, bloqueia mais cepas do HIV que qualquer um dos poderosos anticorpos que vêm sendo usados para tentar inibir o vírus, segundo os estudiosos. A pesquisa foi publicada na última quarta-feira, 18, na revista Nature.
“É absolutamente 100% efetivo. Não há dúvida de que esse é, de longe, o melhor inibidor da entrada do vírus desenvolvido até hoje”, disse o professor de doenças infecciosas no Scripps e autor da pesquisa, Michael Farzan. A descoberta ainda não foi testada em humanos, mas apenas em quatro macacos.
“Essa pesquisa inovadora é uma promessa de que nos movemos em direção a dois objetivos importantes: assegurar a proteção em longo prazo da infecção pelo HIV e colocar o vírus em remissão sustentada em pessoas cronicamente infectadas”, disse o diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos EUA, Anthony Fauci.
Cientistas que não estão envolvidos no projeto dizem que a estratégia parece promissora e que a equipe deve partir rapidamente para a fase de testes em humanos. Segundo estimativas, 35 milhões de pessoas estão infectadas pelo vírus em todo o mundo, porém somente 13,6 milhões recebem tratamento adequado para conter a evolução do vírus, impedindo que ele se multiplique e permitindo que os pacientes tenham qualidade de vida.

Farzan disse que espera que os testes em humanos comecem em um ano. Até lá, mais testes em animais serão realizados para garantir a segurança da descoberta. O primeiro passo, segundo o pesquisador, será avaliar a capacidade da molécula em manter os níveis do vírus estagnados nas pessoas infectadas. Depois será testada a eficácia da molécula como vacina em pessoas que não têm o vírus, mas tem alto risco de infecção.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Descumprir medida protetiva da “Maria da Penha é cadeia na certa



Pode pegar até seis meses de prisão o acusado de violência doméstica que descumprir as chamadas medidas protetivas de urgência, como a que obriga seu afastamento do lar, proíbe que ele se aproxime da vítima e exige que restitua a ela bens indevidamente subtraídos.
A classificação de crime de desobediência para o descumprimento das medidas protetivas previstas na Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006) consta do PLS 14/2015, apresentado pela senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). A matéria aguarda designação de relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).
Essas medidas visam garantir a segurança da vítima de violência familiar e conter o agressor durante a fase de inquérito policial e até que seja julgada ação penal ajuizada contra ele. Hoje, para o caso de descumprimento das medidas, a lei prevê imposição de multa e busca e apreensão de objetos, entre outras providências.
Gleisi quer deixar expresso na lei que o descumprimento às medidas protetivas configura crime de desobediência, previsto no artigo 330 do Código Penal, para evitar que prevaleça interpretação contrária do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O código prevê pena de detenção de 15 dias a 6 meses, mais multa, para quem desobedecer a ordem legal.
Para a senadora, a falta de punição ao homem que continua a ameaçar e intimidar a companheira, mesmo advertido por ordem judicial, vai esvaziar a Lei Maria da Penha, criada para coibir e prevenir a violência doméstica e familiar.
As medidas de proteção às vítimas da violência familiar podem ser determinadas pelo juiz, por autoridade policial ou pelo Ministério Público. Estão previstos, entre outras medidas protetivas, a suspensão do porte de armas do agressor, o afastamento da residência, o limite mínimo de distância entre o agressor e a vítima e a suspensão de visitas aos dependentes.
Para a proteção patrimonial dos bens da sociedade conjugal, poderá ser determinada a proibição temporária de venda e locação de propriedade em comum e suspensão de procurações conferidas pela vítimas ao agressor.
Consta ainda do rol de medidas de proteção o encaminhamento da vítima e dos filhos a um programa oficial de proteção, a autorização para que a vítima deixe a casa, sem prejuízo dos direitos relativos a bens e guarda dos filhos, e a determinação da separação de corpos.
Fonte: Agência Senado

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Nano-drones desentupindo artérias

A nanotecnologia também demonstrou interesse nos drones, tecnologia em ascensão nas mais diversas indústrias ao redor do mundo. Agora cientistas divulgaram uma técnica que mostra nanopartículas que agem como um tipo de drone para eliminar placas de colesterol acumulado nas artérias.
Até o momento, este tratamento só foi aprovado em ratos, segundo um estudo publicado na revista especializada Science Translational Medicine de 18 de fevereiro.
Ainda faltam experiências para fazer, mas os médicos estão entusiasmados com esta possível alternativa para combater a arteriosclerose – obstrução de artérias por acúmulo de gordura -, uma das primeiras causas de morte nos Estados Unidos e outros países desenvolvidos.
“Este é o primeiro exemplo de uma tecnologia específica que usa nanopartículas para reduzir a arteriosclerose em um modelo animal”, disse Omid Farokhzad, professor da escola de medicina da Universidade de Harvard e um dos autores do estudo. “Depois de anos de pesquisas e colaborações, pudemos usar a nanotecnologia para curar inflamações e remodelar e estabilizar as placas em um modelo de arteriosclerose avançada” acrescentou.
Neste caso em particular, os cientistas usaram nano-medicamentos para levar o medicamento aos locais onde se formaram as placas.
Um grupo de ratos que estavam com as artérias endurecidas por causa de uma arteriosclerose avançada foi submetido durante cinco semanas a este tratamento inovador com nano-drogas, enquanto outro grupo de roedores não foi tratado.
Entre os ratos que receberam o tratamento, “os danos nas artérias foram reparados significativamente e as placas se estabilizaram”, constatou o estudo.
No entanto, os cientistas desconhecem até que ponto seria eficaz este tratamento em humanos e as experiências neste sentido podem levar anos antes de começar.


A Oração é uma arma!

A oração, além disso, é a mais poderosa arma para nos defendermos de nossos inimigos. Quem não se serve dela está perdido.
Nem duvida o santo em afirmar que Adão caiu, porque não se recomendou a Deus na hora da tentação. “Adão pecou porque não rezou”, o mesmo escreveu São Gelásio, falando dos Anjos rebeldes: “Receberam em vão a graça divina… porque não rezaram… caíram.”.
São Carlos Borromeu, em uma carta pastoral, adverte que, entre os meios que Jesus Cristo nos recomendou no Evangelho, deu o primeiro lugar à oração.
Ele quis que nisso se distinguissem as igrejas católicas e sua Religião das outras seitas, querendo que de um modo especial elas se chamassem casa de oração. “Minha casa será chamada de casa de oração” (Mt 21,13).
Conclui São Carlos Borromeu, na mesma carta, que a oração é o princípio, o progresso e o complemento de todas as virtudes.
Por isso nas trevas, nas misérias e nos perigos em que nos achamos, não temos nenhum outro em quem fundar nossas esperanças, senão levantar os nossos olhos a Deus e pela oração impetrar de sua misericórdia a nossa salvação.
“Como não sabemos o que devemos fazer, dizia o rei Josafá, não nos resta outro meio do que levantar nossos olhos para Vós” (2Cr 20,12).
E assim também fazia Davi, não encontrando outro meio para se livrar dos seus inimigos do que rogar continuamente ao Senhor para que o libertasse de suas ciladas: “Os meus olhos se elevam sempre ao Senhor; porquanto Ele tirará o laço de meus pés” (Sl 25,15).
E assim, não cessava de rezar o real profeta, dizendo: “Olha para mim e tem piedade de mim, porque sou pobre e só”.
“Chamei a ti, Senhor, salvai-me, para que guarde os teus mandamentos” (Sl 118,146). “Senhor, volvei para mim os Vossos olhos, e tende piedade de mim e salvai-me, porque sem Vós nada posso e fora de Vós não encontro quem possa ajudar-me”.

O que todo Católico deve fazer na Quaresma?

Os três domingos  consecutivos da  septuagésima, sexagésima e  quinquagésima (70, 60 e 50 dias  antes da Páscoa), tem por fim encaminhar  os  fiéis à preparação próxima da festa pascal. 
Chama-se  Quaresma os 40 dias de jejum e penitência que precedem à festa da Páscoa.  Essa preparação existe  desde o tempo dos Apóstolos, que limitaram sua duração a 40 dias , em memória do jejum de Jesus  Cristo no deserto.
Durante esse tempo a  Igreja  veste seus  ministros com paramentos de cor roxa e suprime os cânticos de alegria: O “Glória”,  o “Aleluia” e o “Te Deum”. 
Na 4ª.feira depois do domingo da quinquagésima, dia que começa a Quaresma, a Igreja  faz  imposição das cinzas (quarta-feira de cinzas), para lembrar os fiéis que são pó e em pó hão de tornar. 
Essencialmente, o período é um retiro espiritual voltado à reflexão, onde os cristãos se recolhem em oração e penitência para preparar o espírito para a acolhida do Cristo Vivo, Ressuscitado no Domingo de Páscoa.
Assim, retomando questões espirituais, simbolicamente o cristão está renascendo, como Cristo. 
Nesse  tempo santo, convém:
 a) fazer penitência, observando a lei do jejum.
 b) ouvir com freqüência a  Palavra de Deus. 
 c) preparar-se por uma boa confissão para comunhão pascal.
A Igreja católica propõe, por meio do Evangelho proclamado na quarta-feira de cinzas, três grandes linhas de ação: a oração, a penitência e a caridade.
Não somente durante a Quaresma, mas em todos os dias de sua vida, o cristão deve buscar o Reino de Deus. Os cristãos devem então recolher-se para a reflexão para se aproximar de Deus. Esta busca inclui a oração, a penitência e a caridade, esta última como uma consequência da penitência.
Ainda é costume jejuar na Quaresma, ainda que ele seja válido em qualquer época do ano.
A igreja propõe o jejum principalmente como forma de sacrifício, mas também como uma maneira de educar-se, de ir percebendo que, o que o ser humano mais necessita é de Deus. Desta forma se justifica as demais abstinências, elas têm a mesma função.
Oficialmente, o jejum deve ser feito pelos cristãos batizados, na quarta-feira de cinzas e na sexta-feira santa. Pela lei da igreja, o jejum é obrigatório nesses dois dias para pessoas entre 18 e 60 anos.
Porém, podem ser substituídos por outros dias na medida da necessidade individual de cada fiel, e também praticados por crianças e idosos de acordo com suas disponibilidades.
O jejum, assim como todas as penitências, é visto pela igreja como uma forma de educação no sentido de se privar de algo e revertê-lo em serviços de amor, em práticas de caridade.

Os sacrifícios, que podem ser escolhidos livremente, por exemplo: um jovem deixa de comer chocolate por um mês, e o valor que gastaria nos doces é usado para o bem de alguém necessitado.

Museu da Bíblia será inaugurado em Washington
em 2017



Um museu particular dedicado à Bíblia será inaugurado em novembro de 2017, em Washington.
A iniciativa é do milionário empresário Steve Green, conhecido nos Estados Unidos por suas posições religiosas e conservadoras.
O "Museu da Bíblia" abrirá em pleno coração de Washington, na mesma região dos mais prestigiosos museus nacionais da capital. As obras começaram nesta quinta-feira.
Segundo seu promotor, trata-se do único museu no mundo dedicado ao Livro Santo.
Os objetos exibidos são parte da coleção pessoal de Steve Green, presidente da Hobby Lobby, uma rede familiar de móveis de Oklahoma (sul dos EUA).
Reunida em apenas cinco anos, a coleção é uma das maiores do gênero em mãos privadas, com cerca de 40 mil objetos. Entre eles, há fragmentos de manuscritos do mar Morto, Torás e um pedaço da Bíblia de Gutenberg.
"Queremos atrair a atenção de todos. A Bíblia é um livro que teve grande repercussão, que foi polêmico, amado, detestado. Acreditamos que as pessoas devem conhecê-lo", justificou Green, em entrevista coletiva.
Batista e neto de pastores pentecostais, Green não espera que o museu seja uma ode ao criacionismo, um debate ainda vivo nos Estados Unidos.
"Esse não será, necessariamente, um debate para o nosso museu", comentou.
A construção do prédio custará cerca de US$ 400 milhões. 

Fonte-noticiascristas

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

O que é o Santíssimo Sacramento?

Nas discussões religiosas, mais do que nas outras, é indispensável entender bem e, por consequência, saber bem claramente o que se fala.
Como vamos falar do Santíssimo Sacramento, para estabelecer claramente a realidade da presença de Nosso Senhor na Eucaristia, comecemos por expor algumas palavras o que ensina a Igreja Católica sobre este grande mistério. Antes de tudo, devemos evitar mal-entendidos.
A fé nos mostra que Nosso Senhor Jesus Cristo, verdadeiro Deus e verdadeiro homem, querendo habitar em meio à sua Igreja até o fim do mundo e provar constantemente a fé de seus fieis, instituiu o sacramento da Eucaristia, na Quinta-feira Santa, no Cenáculo, na cidade de Jerusalém, algumas horas antes de começar sua dolorosa Paixão.
Ele tomou o pão ázimo (isto é, sem fermento), abençoou-o e, por sua onipotência, transformou-o na própria substância de seu corpo; depois tomou um cálice, que encheu de vinho, abençoou-o e consagrou-o na substância do Seu Sangue divino;
De tal maneira que os apóstolos, ao receber o que Jesus lhes apresentou, receberam não pão e vinho, mas o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo, o próprio Jesus Cristo, oculto sob as aparências do pão e do vinho.
A fé nos mostra que na hóstia consagrada o Corpo do Salvador é vivo todo inteiro, unido ao Seu Sangue, à sua alma e à Sua divindade; o mesmo se dá em cada partícula da Santa Hóstia: Jesus Cristo está realmente, substancialmente e corporalmente presente, como na Hóstia inteira.
Quando o sacerdote toma a Hóstia, ele não parte o Corpo do Senhor, mas somente o sinal sensível, a aparência do pão, que vela este Corpo divino e que o torna presente no altar.
No cálice, Jesus Cristo está igualmente presente todo inteiro. Seu Sangue adorável está aqui, cheio de vida, unido ao Seu Corpo, à Sua alma e à Sua divindade.
Jesus Cristo está presente em cada gota de vinho consagrado, como em cada partícula da Santa Hóstia.
A Eucaristia é, pois, um Sacramento (isto é, um sinal exterior) que contém realmente e substancialmente Nosso Senhor Jesus Cristo, Deus feito homem sob as espécies do Pão e do Vinho.
O Sacramento da Eucaristia torna presente no meio de nós, ainda que velado a nosso olhar, nosso Divino Salvador, como seu Corpo, seu Sangue, sua alma e sua divindade. Como é o mais augusto, o mais santo de todos os sacramentos, é chamado o Santíssimo Sacramento, o Sacramento por excelência.

Graça por excelência

Dá-se a ele também o nome de Eucaristia; esta palavra vem do grego e significa a graça por excelência. O Santíssimo Sacramento é, pois, o bom Deus; é Jesus Cristo que está aqui, corporalmente presente em meio aos cristãos.
Como outrora em Belém, em Nazaré, em Jerusalém, o Filho eterno de Deus, estava por sua humanidade, realmente presente no meio dos homens; assim, pelo Santíssimo Sacramento, Ele continua a habitar realmente no meio de Deus.
Não o vemos, mas Ele está igualmente presente, como um homem está realmente presente numa habitação, mesmo estando escondido atrás de uma cortina.
O véu que na Eucaristia, nos oculta Jesus Cristo são as espécies sacramentais, isto é, as aparências do pão e do vinho. Em Jerusalém, o véu que ocultava aos judeus a divindade do Salvador era a sua humanidade.
Os judeus deviam crer na divindade, que eles não viam, e que, no entanto, estava realmente presente: nós devemos crer igualmente naquilo que não vemos, isto é, na divindade e na humanidade de Jesus Cristo, ambas presentes sob o véu da Hóstia consagrada.
A Igreja nos ensina ainda que os sacerdotes, e somente eles, recebem de Deus, por meio do Sacramento da Ordem, o poder de consagrar, isto é, de mudar o pão e o vinho no Corpo e no Sangue de Jesus Cristo.
Eles o Fazem em uma cerimônia religiosa augustíssima que se chama Missa, a qual todos os cristãos estão obrigados a assistir ao menos todos os domingos e em certas festas, sob pena de pecado mortal.
No meio da Missa, no momento solene que se chama consagração ou elevação, o sacerdote, como outrora Jesus Cristo no Cenáculo, transforma o pão e o vinho no Corpo e o Sangue no Filho
de Deus.   
Esta mudança milagrosa se chama transubstanciação, isto é, transformação da substância do pão e do vinho na substância do Corpo e do Sangue de Nosso Senhor.
O sacerdote e os cristãos que estão preparados comungam, isto é, recebem o próprio Cristo, a fim de permanecer mais fieis e de ama-lo mais.
Após a Santa Missa, o Santíssimo Sacramento é respeitosamente conservado sob a espécie do pão e guardado no sacrário no meio do altar. É assim em nossas Igrejas, mesmo em meio aos mais pobres vilarejos, nosso grande Deus habita noite e dia no meio de nós.
 
BLOG DO ANDRÉ CAFÉ
SÓ JESUS SALVA